Processo de habilitação “de genere” de António Luís de Abreu, filho de Manuel Rodrigues de Abreu e de Maria Piteira Vidigal, natural de Alcáçovas, para ser admitido a prima tonsura, a ordens menores e ordens sacras.

Description level
File File
Reference code
PT/ADEVR/FE/DIO-CEEVR/A/002/01005
Title type
Atribuído
Date range
1704 Date is certain to 1714 Date is certain
Dimension and support
1 proc. (187 fls.), em papel.
Scope and content
O habilitando era estudante na Universidade de Coimbra. O pai era doutor mas não é referida a profissão. Foi denunciado que o habilitando era cristão novo por parte do avô paterno, Manuel Rodrigues. No ano de 1713 foram feitas novas inquirições, por requerimento do habilitando, sobre a pureza de sangue do avô. O habilitando no ano de 1713 era Mestre em Artes e Bacharel em cânones formado pela Universidade de Coimbra. Foi dispensado do impedimento.

Constam inquirições “de genere” que se fizeram na vigararia de Évora Monte, na vila das Alcáçovas e na cidade de Évora, por comissões do Arcebispado de Évora; o processo de património que contém, entre outros documentos, a escritura de dote que lhe fez seu tio Jacinto das Neves, ourives de ouro, os editais do património afixados na Igreja Matriz de Évora Monte e na Sé da cidade de Évora e as diligências de visita e avaliação do mesmo; Breve Apostólico, do Papa Clemente XI, de extra têmpora para todas as ordens sacras; carta de adito para a paróquia de São Pedro da cidade de Évora.

Access restrictions
Documento de consulta livre.
Physical location
Proc. nº 1005, Mç. nº 42
Language of the material
Português
Physical characteristics and technical requirements
Possui fólios queimados pela acidez da tinta. Contém um caderno solto (fl. 2 a fl. 110)
Creation date
1/26/2011 12:00:00 AM
Last modification
4/20/2012 2:42:17 PM