Digital representation
Digital representation thumbnail

Livro de registos de baptismo

Description level
Instalation unit Instalation unit
Reference code
PT/ADEVR/PRQ/VVC03/001/0012
Title type
original
Date range
1858-12-28 Date is certain to 1859-12-31 Date is certain
Dimension and support
1 Lv. (44 fl.: 17 fl. ms. num., 1 fl. ms. não num., 26 fl. em branco num.); encadernação em cartão revestido por tecido.
Extents
1 Livros
Biography or history
Paróquia também denominada Nossa Senhora da Conceição. Vila Viçosa foi ocupada pelos romanos e muçulmanos até ser conquistada em 1217, durante o reinado de D. Sancho II. D. Afonso III concede-lhe Foral em 1270, vendo o seu nome mudado de Vale Viçoso para Vila Viçosa. O Foral é bastante idêntico ao de Monsaraz, Estremoz e Santarém, atribuindo grandes regalias a Vila Viçosa. No século XIV, D. Dinis manda erigir o Castelo de Vila Viçosa. Na crise de 1383-1385 Vila Viçosa tomou o partido de Castela, sendo um dos últimos castelos a render-se.

Em 1461 Vila Viçosa passou a fazer parte do Ducado de Bragança. Em 1502, com o início da construção do Paço Ducal, a Vila tornou sede do Ducado de Bragança. D. Manuel I concede-lhe Foral em 1512.

Durante o domínio filipino, Vila Viçosa era sede da maior corte ducal da Península Ibérica.

Em 1640, um grupo de conspiradores convenceu João II, Duque de Bragança, a aceitar o trono de Portugal, tornando-se, a 1 de Dezembro de 1640, D. João IV (1640-1656) dando início à Dinastia de Bragança.

A partir desta data, Vila Viçosa, perde importância e torna-se na residência real de férias.

Em 1646, D. João IV ofereceu a coroa de Portugal a Nossa Senhora da Conceição como agradecimento pela boa campanha da Guerra da Restauração, tornando-se Nossa Senhora da Conceição, Rainha e Padroeira de Portugal. A partir desta data, mais nenhum Rei de Portugal usou a coroa.

A Paróquia de Nossa Senhora da Conceição foi priorado da Ordem de Avis.

A Igreja de Nossa Senhora da Conceição é Matriz de Vila Viçosa, sendo também denominada Santuário de Nossa Senhora da Conceição ou Solar da Padroeira. A mesma encontra-se dentro do castelo e diz-se ter sido fundada pelo Condestável D. Nuno Álvares Pereira.
Scope and content
Contém registos de baptismo. No final dos registos consta uma legitimação de uma criança de nome Maria Rafaela, baptizada como filha de pais incógnitos no ano de 1852, e legitimada por consequente casamento dos pais em 1860, e um registo de baptismo do ano de 1853.
Access restrictions
Documento de consulta condicionada.
Physical location
Lv. 27, Cx. 8
Language of the material
Português
Physical characteristics and technical requirements
A encadernação está fragilizada.
Type of container
Livro
Creation date
2/17/2011 12:00:00 AM
Last modification
10/21/2011 5:10:14 PM